Provérbios 3:30

Não contendas com alguém sem razão, se te não tem feito mal.

Play Audio

É melhor que você tenha uma boa razão para disputar, brigar, ou processar alguém. Deus permite que você se defenda quando um dano legítimo tenha sido causado. Mas Ele não tolera uma reação insignificante, hipócrita ou vingativa para com os outros. É melhor que haja um dano definitivo e significante envolvido, ou você estará se metendo em questões que voltarão para lhe ferir.

Quão séria são as consequências de disputar ou brigar por uma causa que não seja boa? O grande e terrível Deus do céu odeia tais homens opositores, perversos, detestáveis e maus (Pv 3:32). Ele amaldiçoa as famílias dos homens que não se dão bem uns com os outros e que criam problemas (Pv 3:33). Ele escarnecerá dos escarnecedores e leva os tolos à vergonha (Pv 3:34-35).

Certamente os homens briguentos sempre terão razão para estar brigando com os outros. Em seus depravados sensos de justiça, eles acreditam que estão certos em discutir, brigar ou processar alguém por danos. Mas Deus conhece os corações de todos os homens, e Ele desprezará os seus pensamentos insignificantes, pessoais, hipócritas e vingativos. Ele será perverso com os homens perversos (Sl 18:25-26).

A sabedoria inclui conhecimento e habilidade para se dar bem com os outros. Homens sábios são gloriosos, porque eles sabem que devem conter a raiva e ignorar as ofensas menores (Pv 19:11). Eles sabem que se não forem misericordiosos ao exigirem que os homens sejam responsáveis pelos seus pequenos erros, então o Próprio Deus não os perdoará pelos seus próprios erros (Mt 6:14-15).

O que leva alguns homens a serem litigiosos? O orgulho! Somente o orgulho (Pv 13:10)! Não é o sentido inato de justiça ou retidão que os leva a criticar, discutir, brigar ou se opor aos outros. É o orgulho dos seus corações malignos que faz com que se recusam a ser misericordiosos, se recusam a fazer vista grossa às pequenas ofensas, e se recusam a perdoar aos outros completa e facilmente. O orgulho condena!

O que dizer de mulheres que implicam? A mesma coisa! O orgulho delas encontra prazer em corrigir os seus maridos. Ao se ressentirem do seu papel, elas mostram seu egoísmo ao competirem e brigarem! Não é de se admirar que Salomão fez um alerta a respeito de tais mulheres (Pv 19:13; Pv 21:9,19; Pv 25:24; Pv 27:15).

Paz e unidade, os objetivos de homens sábios, dependem de fazer vista grossa às faltas menores ou às ofensas dos outros. Somente quando a vida ou a casa está ameaçada há motivo para brigar. Jesus Cristo disse que até mesmo a raiva sem motivo no seu coração é assassinato (Mt 5:21-22)! E responder com a força a ofensas menores se reveste da mesma característica (Mt 5:38-42).

Um espírito briguento é do inferno, mas um espírito manso e passivo é do céu (Tg 3:14-18). Que grande diferença! Que gloriosa oportunidade! Que precioso privilégio! O que você vai fazer hoje? Brigar por qualquer motivo? Ou perdoar tudo? Seja um pacificador!