Provérbios 2:12

Para te livrar do mau caminho e do homem que diz coisas perversas.

Play Audio

Sabedoria, conhecimento, discrição e compreensão nos dá a preciosa habilidade de identificar homens maus e evitá-los. Conhecendo o caminho da verdade claramente e o perigo da amizade com tolos, um homem sábio é salvo do estilo de vida destrutivo e dos esforços de sedução. Esses homens maus frequentemente se expõem por causa de uma boca rebelde ou perversa.

Este provérbio está dentro de uma sentença de oito versos de Salomão (Pv 2:10-17). Ele primeiramente descreveu a aquisição da sabedoria, do conhecimento, da discrição e do entendimento (Pv 2:10-11). Estes produzem o benefício de se evitar os homens maus (Pv 2:12), que têm um mau caráter e uma má conduta (Pv 2:13-15). Finalmente ele descreve o benefício adicional que é o de evitar mulheres adúlteras (Pv 2:16-17).

Os homens se dividem em duas categorias. Existem os filhos de Deus e os filhos do diabo. Um tem um novo coração com vida e luz; o outro tem coração negro e escuro como o inferno. Existem homens sábios e homens tolos. Existem homens nobres e homens desprezíveis. Existem os eleitos e os réprobos. Existem homens nascidos de novo e homens duplamente mortos. A linha divisória está traçada! A discriminação pessoal é santa e correta!

O homem mau geralmente se revela pela sua boca perversa. Ele se contradiz, faz pouco caso das coisas santas, critica as autoridades, menospreza os outros, elogia a si mesmo, presume que está certo, promove a vaidade e ridiculariza os costumes. Ele é difícil de agradar, irracional, ingovernável, desobediente, irresponsável e mau. Ele é insolente e profano.

O homem sábio consegue discernir e identificar os homens maus. Ele sabe qual é o juízo vindouro deles, tanto natural como espiritual, e por isto ele os rejeita (Sl 1:1-6). Ele consegue ver além das suas palavras e esquemas pomposos. Ele ri de seus vãos projetos. Ele os identifica e os evita (Pv 14:7; Rm 16:17-18). Ele escolheu o caminho do entendimento para a sua vida, e por isso ele só se depara com alguns deles, pois ele dificilmente estará no mesmo lugar ou fazendo as mesmas coisas com eles.

Os três sobrinhos de Davi de sua irmã Zeruia o serviram com dedicação durante muitos anos, mas ele sabiamente percebeu a malignidade de seus corações em seus negócios com os outros. Ele traçou uma diferença sábia e santa entre ele e os três. Ele disse, "Estes homens, filhos de Zeruia, são mais duros do que eu; o Senhor pagará ao malfeitor, conforme a sua maldade." (IISm 3:39). E no seu leito de morte ele disse a Salomão que matasse Joabe, o maioral dentre eles.

Como Davi sabiamente escolheu manter a sua casa livre de tais homens (Sl 101:1-8; Sl 119:63), assim o Filho de Davi sabiamente discernia o que estava dentro do homem e Se preservava deles (Jo 2:23-25), os repreendia (Mt 22:15-26), e os condenou (Mt 23:13-36). Glória! Amém!