Provérbios 1:19

Tais são as veredas de todo aquele que se entrega à cobiça; ela prenderá a alma dos que a possuem.

Play Audio

Tolice e pecado conduzem à destruição certa. Insensatos e pecadores estão ''descendo a ladeira'', e não podem fazer nada para interromper o processo (Pv 11:21). Pessoas gananciosas e sanguinárias serão destruídas pelas suas próprias ambições e violência. Apesar de verem outros homens ímpios serem silenciados, e apesar de terem sido avisados inúmeras vezes, eles continuam no caminho da maldade até a sua ruina.

Salomão amava o seu filho e queria o melhor para ele no reinado e na vida dele, por isso ele criou a parábola a respeito de assassinos para advertir o seu filho sobre os maus amigos (Pv 1:10-19). Ele imaginou as palavras convidativas para que se unissem a eles, expondo as suas maldades pelo que diziam (Pv 1:10-14). Em seguida ele advertiu o seu filho para ficar longe deles, pois certamente arrumariam problemas para ele (Pv 1:15-16). Finalmente ele antecipou a ruina total deles (Pv 1:17-19).

O contexto é de grande auxilio para apreciar as palavras de um versículo específico em consideração. Aqui estão as palavras anteriores que descrevem a ruína dos malfeitores: "Na verdade, debalde se estenderia a rede perante os olhos de qualquer ave. E estes armam ciladas contra o seu próprio sangue; e a sua própria vida espreitam" (Pv 1:17-18). Estes assassinos gananciosos logo destruiriam a si mesmo pelos seus planos atrevidos de profanos para matar, pilhar e roubar pessoas inocentes.

Os pássaros são estúpidos, e também os homens jovens que pensam que podem escapar pelas suas tolices e pecados. Mesmo que o passarinheiro estenda a rede à vista do pássaro, a isca é atraente demais; assim que o passarinheiro desaparece de vista, o pássaro voará para a armadilha para conseguir a isca. Pássaros são capturados e mortos pela rede que eles ignoraram. Jovens tolos são mortos pela justiça infalível de Deus e dos homens, mesmo tendo visto ou ouvido que aconteceu com outros também.

Quando assassinos ficam à espera de um inocente, e quando espreitam secretamente para assaltar suas vítimas, a arrogância e a ignorância deles faz com que não percebam suas próprias destruições! Fique certo que o seu pecado será descoberto (Nm 32:23)! O Rei dos Terrores os caçará pela ira e pela vontade de Deus (Jó 18:5-21; Pv 28:17).

Estas regras de destruição são líquidas e certas com respeito à insensatez e o pecado. Se as pessoas vivem contrárias à sabedoria graciosamente oferecida nos provérbios de Salomão, é porque amam a morte, pois ela está à espreita deles neste mesmo momento (Pv 1:31; Pv 8:36; Pv 14:14; Jó 4:8; ICo 16:22).

As lições são simples. Fique longe das pessoas tolas e perversas (Pv 9:6; Pv 13:20; ICo 15:33). Preste atenção como os insensatos e pecadores logo encontram o destino que haviam planejado para os outros (Pv 26:27; Pv 7:1-17). Insensatez e pecado têm consequências, por isso odeie a ambos (Pv 8:13; Sl 97:10).