Provérbios 1:2

Para aprender a sabedoria e o ensino; para entender as palavras de inteligência.

Play Audio

Porque Salomão escreveu Provérbios? Ele queria que você tivesse o benefício de sua excepcional sabedoria, experimentos fantásticos, e criteriosas observações quanto à finalidade e o benefício do homem. Ele queria dar sabedoria, instrução e entendimento a você.

Que presente maravilhoso! Davi afirmou que as Escrituras eram mais doces do que o mel e mais preciosos do que o ouro fino (Sl 19:10). Jó as considerava mais importante do que o seu alimento necessário (Jó 23:12). Bom leitor, quão agradecido você é? O mais sábio rei existente, em perfeita cooperação com o Rei dos reis, de forma pessoal, deseja lhe ensinar a respeito da sabedoria da vida!

Deus deu a Salomão mais sabedoria e entendimento do que a qualquer outro homem (IRs 3:9-12). E Deus deu a ele a oportunidade de fazer experimentações com coisas diferentes, mais do que com qualquer outro homem, pois ele era excessivamente inteligente, rico, poderoso, atraente e teve um reinado pacífico, o que lhe permitia grande liberdade de experimentação. Ele escreveu o livro de Provérbios para compartilhar sua sabedoria e observações em ditados concisos para o seu benefício.

Salomão escreveu com a intenção de compartilhar sua grande sabedoria e experimentos sociais com seu filho e com a nação (Ec 12:9-12). O livro de Eclesiastes, é uma filosofia de vida selecionada de sua extraordinária situação por inspiração; descreve seus experimentos e observações acerca do propósito da vida do homem. Lá ele deu algumas de suas sábias respostas, mas principalmente ensinou o povo e, indiretamente você, através dos seus muitos provérbios.

Salomão esperava ajudar o seu filho e a sua nação a evitar a tolice na vida e escolher o caminho do temor do Senhor e a sabedoria. Ele esperava fornecer a instrução e o entendimento que os homens sábios poderiam usar para viver uma vida próspera e mais agradável a Deus. Ele queria salvá-los das ciladas e armadilhas da tolice e do pecado.

Os termos do nosso provérbio se sobrepõem e não devem ser isolados totalmente um do outro, mas vamos considerar qualquer sombra possível dos seus significados que se aplicam de forma particular a cada um deles. O valor da repetição de palavras semelhantes tem como objetivo enfatizar a qualidade e a quantidade daquilo que foi descrito (Pv 1:1-6). Em outras palavras, estes provérbios estão completamente recheados de todos os aspectos do aprendizado de valor que o homem possa desejar.

Ele quer que você conheça a sabedoria que é o poder do correto julgamento. A sabedoria sabe o que fazer em qualquer situação. Ela conhece o uso correto, dos melhores meios, e dos melhores fins. Ela sabe escolher o bem e recusar o mal, e a razão pela qual deve fazer isso (Is 7:15-16). Mais adiante ele vai nos dizer que a principal coisa é a sabedoria e que precisamos tê-la (Pv 4:7).

Ele quer que você conheça a instrução, que é o ensino da sabedoria, do conhecimento e do entendimento. Ele será o professor, e você será o aluno. Que abençoado privilégio! Instrução é a matéria de ensino da educação e do treinamento (Salmo 32:8; Is 28:26). Sem o livro de Provérbios, quem lhe instruiria para uma vida bem sucedida?

Ele quer que você perceba o que é o entendimento, é o poder do discernimento exato (IRs 3:9 e 11). Um homem com entendimento compreende e entende uma situação, ou informação, para identificar corretamente suas principais características e chegar ao conhecimento correto de suas dificuldades, implicações e consequências. É saber diferenciar o bem do mal, a verdade do erro, a luz das trevas, a integridade da fraude, e assim por diante. É a capacidade de perceber e aprovar coisas que são excelentes (Fp 1:9-11).

Mesmo não podendo ir muito a fundo na questão da sabedoria e do entendimento neste curto provérbio, vamos dar um salto adiante para a lição fundamental mais importante. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria e o entendimento é o conhecimento do Santo (Pv 1:7; Pv 9:10). Caro leitor, você teme ao Senhor hoje? Você treme diante do santo e terrível Deus da Bíblia e busca obedecer e agradar a Ele de todo o seu coração? Não existe a aprendizagem da sabedoria, ou do entendimento sem que haja o temor do Senhor.

Se este fundamento está onde deveria, então a próxima coisa a fazer é aplicar a você mesmo estes provérbios. O Pregador vai lhe ensinar, mas o aprender exige um estudante ávido, prometedor, focado, buscando e orando. Você está pronto a considerar e a absorver cada provérbio com o mesmo desejo e intensidade que faria se buscasse um tesouro escondido (Pv 2:4)? Homens que verdadeiramente desejam sabedoria se dedicarão a este grande objetivo. Veja os comentários do estudo de Provérbios 18:1.

A fonte máxima de sabedoria e entendimento é aquele ensinado pelo Espírito Santo através do poder do Senhor Jesus Cristo (Cl 1:9-11). Todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento são encontrados em Cristo Jesus (Cl 2:3), desta forma podemos alegremente saber que encontramos Um que é maior do Salomão (Mt 12:42). Abençoado seja o nome do Senhor!